Bay Yanlis: às vezes, a pessoa errada pode ser a certa

Póster da novela Bay Yanlis. Na imagem estão presentes os atores Özge Gürel e Can Yaman, que interpretam respectivamente Ezgi Inal e Özgür Atasoy. Ezgi é uma mulher branca de cabelo castanho comprido, ela está sentada num banco com a mão direita levantada, a personagem veste uma saia lilás com uma blusa branca e um terno lilás. Özgür Atasoy é um homem branco com cabelo castanho liso, ele veste uma camisa branca e uma calça jeans, está posicionado de pé com os braços cruzados. Ambos estão em uma varanda, com o nome da série em vermelho.
Pôster da dizi Bay Yanlis (Foto: Fox Turquia)

Maria José da Costa

No Brasil, nós temos o costume de assistir novelas e séries como forma de entretenimento. Na Turquia, eles assistem as famosas dizis, que são basicamente novelas/séries com bölüns (episódios) que tem em média duas horas de duração. Os programas passam semanalmente e alcançam um grande público, tanto nacional quanto internacionalmente. Uma dessas tantas dizis é Bay Yanlis (Senhor Errado), uma comédia romântica protagonizada pelo ator Can Yaman e a atriz Özge Gürel, que já fizeram par romântico em Dolunay (Lua Cheia), outra produção muito famosa.

Continue lendo “Bay Yanlis: às vezes, a pessoa errada pode ser a certa”

Sen Çal Kapimi: a dizi que bateu em nossas portas

Os dois atores protagonistas estão em pé, na frente de um fundo azul e entre um centro amarelo onde pode-se ler Sen Çal Kapimi. Hande está à esquerda, usando um vestido vermelho, e Kerem a direita, de terno preto. No canto esquerdo inferior tem o logo da emissora Fox e está escrito “Sen Çal Kapimi: o primeiro episódio é na quarta feira às 20 horas” e no canto esquerdo superior encontra-se o logo da empresa produtora da série, MY YAPIM.
Pôster de divulgação da dizi Sen Çal Kapimi (Foto: Reprodução)

Mariana Chagas 

Assim como no Brasil a família se reúne na frente das telas para assistir as tão famosas novelas, o que prende o público da Turquia na televisão são as diversas dizis. Uma mistura de novela com série, os programas que passam semanalmente tem uma duração média de duas horas por bölüm (episódio). Com a temática variando principalmente entre drama, comédia romântica e ação, as novelas turcas possuem um público alvo grande e bem variado. E, dentre tantas dizis, uma que se destacou dentro e fora da Turquia foi a engraçada e cativante Sen Çal Kapimi (Bata na minha porta).

Continue lendo “Sen Çal Kapimi: a dizi que bateu em nossas portas”

Os difíceis caminhos do Pequeno Refugiado

A ficção turco-iraniana traz a crise humanitária dos refugiados para a 44ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e está disponível para ser assistido gratuitamente na plataforma de streaming Looke (Foto: Reprodução)

Raquel Dutra

Em setembro de 2015 o mundo conheceu Aylan Kurdi, um menino de 3 anos que fugiu com a família de uma cidade síria tomada pelo ISIS e morreu numa praia turística da Turquia. Sua situação foi capturada numa imagem que se tornou um símbolo da crise humanitária dos refugiados e fez com que a história da família de Aylan se tornasse internacionalmente conhecida. Mas, mesmo cinco anos depois do ‘despertar’ mundial para essa situação, pouco se sabe sobre os milhares de imigrantes que morrem às margens depois de deixarem seus países buscando condições mínimas de vida. E é exatamente esse ponto que O Pequeno Refugiado, longa exibido na 44ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, busca abordar. 

Continue lendo “Os difíceis caminhos do Pequeno Refugiado”