The Offer: uma oferta honesta e competente, mas não tão irrecusável como O Poderoso Chefão

Imagem de divulgação da série The Offer. Da esquerda para a direita, temos a atriz Juno Temple, uma mulher loira branca, utilizando cabelo preso com um arco formando um rabo de cavalo, uma camisa laranja estampada, saia bege e botas de cano alto pretas. Ao seu lado, o ator Miles Teller, um homem branco, alto, de cabelos pretos, terno marrom claro, camisa social branca, calça e sapatos pretos. Ao seu lado, o ator Dan Fogler é um homem branco de óculos, cabelos e barba pretos, camisa social branca listrada, colete marrom escuro, calça e sapatos pretos. Os três estão sentados em um sofá laranja. À direita, temos o ator Patrick Gallo, um homem branco e baixo de óculos, com uma camisa polo branca e terno marrom escuro. Ele está sentado em uma poltrona de couro também marrom escura. À sua frente, temos disposta uma mesa verde clara com vinho, taças e um prato com salames e comidas italianas típicas. A cena acontece em uma sala durante a tarde.
A dinâmica do time que levou O Poderoso Chefão para os cinemas é um dos grandes destaques de The Offer (Foto: Paramount+)

Nathan Nunes 

Poucos momentos na história do Cinema podem ser considerados verdadeiros milagres. Um deles foi a estreia de O Poderoso Chefão, em março de 1972. A produção do filme foi um verdadeiro caos, indo de um estúdio que não queria aceitar um jovem Al Pacino como protagonista e que estava, a todo momento, pronto para demitir o diretor Francis Ford Coppola, até um boicote de figurões como Frank Sinatra e o envolvimento da máfia por debaixo dos panos na produção, entre diversos outros perrengues. Por sorte, sabemos como essa história terminou muito bem para todos os envolvidos e pavimentou o caminho de muitos artistas estreantes na indústria cinematográfica. Agora, 50 anos depois da obra-prima familiar de Coppola ter conquistado o público, a minissérie The Offer estreou no Paramount+, contando os bastidores do longa pelo ponto de vista do produtor Al Ruddy (Miles Teller). 

Continue lendo “The Offer: uma oferta honesta e competente, mas não tão irrecusável como O Poderoso Chefão”

30 anos de Os Bons Companheiros: amigos, amigos, negócios à parte

As criaturas e seu criador: o elenco de Os Bons Companheiros acompanhado de Martin Scorsese (Foto: Reprodução)

Caroline Campos

“Desde que consigo me lembrar, eu sempre quis ser um gângster. Para mim, ser um gângster era melhor do que ser Presidente dos Estados Unidos”. É com essa frase que Martin Scorsese, um dos diretores mais incansáveis em atividade, decide nos apresentar a Henry Hill, seu protagonista de quiçá o maior filme sobre máfia já produzido: Os Bons Companheiros. Baseado em verdadeiros mafiosos, a obra, que completa 30 anos em 2020, integra a vasta e variada filmografia do diretor nova-iorquino, que abrange desde filmes sobre boxe até documentários de grandes estrelas do rock. Continue lendo “30 anos de Os Bons Companheiros: amigos, amigos, negócios à parte”