BadBadNotGood no Nublu Festival: a nova geração do Jazz

bbng

Matheus Fernandes

Ainda que o jazz possa parecer morto para os que não acompanham, o ritmo continua se transformando, como fez em toda sua história, das Big Bands ao Bebop, do Free Jazz e do Fusion à decadência artística (comercialmente bem-sucedida) do Smooth Jazz.

Continue lendo “BadBadNotGood no Nublu Festival: a nova geração do Jazz”

Anomalisa: o mundo de Kaufman

12299359_924011164349613_6727030734499393556_n

Matheus Fernandes

Há pouco mais de uma década, o roteirista Charlie Kaufman era um dos principais nomes no cinema americano, com obras autorais que fugiam do padrão hollywoodiano e abordavam temas complexos e surreais. Junto do diretor Spike Jonze, fez “Being John Malkovich”, sobre a possibilidade de entrar na mente do famoso ator, e “Adaptation”, um filme meta-referencial sobre bloqueio criativo, seguindo a herança de “8 ½”. O ponto alto de sua carreira veio em 2004, com “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças”, dirigido por Michel Gondry, romance de ficção científica que ocorre dentro de uma  mente humana em processo de apagamento, em uma das melhores representações do funcionamento cerebral já feitas, muito antes de “Divertida Mente” abordar o tema.

Continue lendo “Anomalisa: o mundo de Kaufman”

Brooklyn: Dois países, dois amores, um coração

brooklynEilis (Saoirse Ronan) e Tony (Emory Cohen) (imagem: Fox)

Matheus Fernandes

Em 1952, a Irlanda passava por um período de estagnação econômica, que causou a maior emigração da história do país, mais de 50 mil pessoas por ano. Eilis Lacey (Saoirse Ronan) vive em uma pequena cidade no sul do país, Enniscorthy, onde tem um emprego sem perspectivas em uma mercearia e mora com sua mãe e irmã. Continue lendo “Brooklyn: Dois países, dois amores, um coração”

Omikron: o jogo de David Bowie

David Bowie como personagem de Omikron

David Bowie como personagem de Omikron

Matheus Fernandes

O artista britânico David Bowie é normalmente lembrado por sua lendária carreira musical, sua influencia na moda ou seus filmes. Poucos mencionam sua incursão no mundo dos jogos eletrônicos, com Omikron: The Nomad Soul, lançado em 1999 para Windows e Sega Dreamcast.

Continue lendo “Omikron: o jogo de David Bowie”